Schließen
BibleServer is a donation based project by ERF Medien. 25 € will help us to secure next years funding.
Ajuda

O Livro

O furor do Senhor contra Nínive

1 Esta é a visão que Deus deu a Naum, que vivia em Elcos, e respeitante à próxima condenação de Nínive:
2 Deus é muito zeloso em relação àqueles que ama. Por isso recompensa severamente todos os que os ferem, e destrói com firmeza os seus inimigos.
3 É lento em irar-se: mas quando se acende, o seu poder é enorme, e não perdoa ao culpado. Revela o seu poder nos terrores de um ciclone, na fúria duma tempestade. As nuvens são o pó que os seus pés pisam!
4 A uma ordem sua, os mares e os rios ficam secos, as luxuriantes pastagens de Basã e de Carmelo ficam amarelentas, sem viço, e as verdes florestas do Líbano murcham.
5 Na sua presença as montanhas tremem e as colinas derretem-se; a terra é abalada e são destruídos os que nela habitam.
6 Quem poderá manter-se perante a ira de Deus? A sua zanga é semelhante ao fogo; as cordilheiras desfazem-se perante o seu poder.
7 O Senhor é bom. Quando vem a angústia, é ele o lugar seguro! Conhece bem todos os que nele confiam.
8 No entanto varre para longe os seus inimigos, com uma enxurrada; persegue-os durante toda a noite.
9 Que ideia é a tua, ó Nínive, de desafiares o Senhor? Só com o seu sopro poderá deter-vos; nem precisa de o fazer duas vezes!
10 Sacode os seus inimigos para dentro da fornalha, como se fosse um monte de espinheiros. Ardem nas chamas, como palha.
11 Quem é esse vosso rei que ousa conspirar contra o Senhor?
12 Ainda que levante um exército de milhões - declara o Senhor - acabará por desaparecer meu povo, já te castiguei suficientemente!
13 Agora, quebrarei as tuas cadeias e libertar-te-ei do jugo da escravidão a que te sujeitou esse rei assírio. E ao rei diz ele:
14 Já ordenei o fim da tua dinastia. Os teus filhos não se sentarão mais no teu trono. Destruirei os teus deuses e os teus templos, e farei com que desças ao túmulo. Porque o teu pecado é do mai vil que há!
15 Vejam, os mensageiros estão a chegar, descendo das montanhas, com alegres notícias: Os invasores foram escorraçados; já podemos estar seguros! Ó Judá, proclama um dia de acção de graças, e adora só o Senhor, tal como prometeste solenemente. Porque este inimigo, vindo de Nínive, nunca mais voltará. É banido para sempre. Nunca mais será visto.
© 2018 ERF Medien