Ajuda

O Livro

Chamada ao arrependimento

1 Por esse tempo, contaram a Jesus que Pilatos tinha feito matança de alguns judeus da Galileia, enquanto ofereciam sacrifícios no templo, em Jerusalém.
2-5 "Pensam, por acaso, que esses eram mais pecadores do que os outros homens da Galileia?", perguntou. "E que foi por isso que sofreram a morte? Não perceberam que também vocês se perderão se não se arrependerem? E os dezoito homens que morreram quando a torre de Siloé desabou sobre eles? Terá sido porque seriam os piores pecadores que havia em Jerusalém? Sem dúvida que não! Também vocês se perderão se não se arrependerem."
6-7 Jesus deu então o seguinte exemplo: "Certo homem plantou uma figueira na sua quinta e muitas vezes ia ver se tinha fruto, ficando sempre desapontado. Por fim disse ao empregado que a cortasse: 'Há três anos que espero e não brotou um único figo! Para que me hei-de ralar mais com esta figueira? O espaço que ocupa podemo-lo nós utilizar para qualquer outra coisa.'
8-9 'Dá-lhe nova oportunidade', respondeu o empregado. 'Deixa-a ficar mais um ano, que eu vou dedicar-lhe cuidados especiais e lhe porei adubo em abundância. Se conseguirmos figos no próximo ano, tanto melhor; se não, então corto-a.' "

Uma aleijada é curada no sábado

10-13 Um sábado, estava Jesus a ensinar numa sinagoga, quando viu uma mulher que andava curvada, sem se poder endireitar, havia dezoito anos, por estar possuída por um espírito maligno. Jesus chamou-a para junto de si. "Mulher, estás curada da tua doença". Tocou-a e imediatamente pôde endireitar o corpo. E ela louvava e agradecia a Deus!
14 Todavia, o dirigente judaico local responsável pela sinagoga ficou muito zangado porque Jesus tinha efectuado aquela cura no sábado. "Há seis dias da semana para trabalhar", bradou ele à multidão. "Nesses dias e não no sábado é que se deve vir em busca de cura!"
15-17 Mas o Senhor respondeu: "És um hipócrita! Também tu trabalhas no sábado! No sábado não desatas o gado no estábulo e não o levas a beber? E será condenável que, lá porque é sábado, eu liberte, após dezoito anos de cativeiro de Satanás, esta descendente de Abraão?" Isto envergonhou os seus inimigos. E todo o povo se alegrava com as maravilhas que fazia.

Ilustrações da semente de mostarda e do fermento

18-19 Começou então novamente a instruí-los acerca do reino de Deus: "Com que se parece o reino? e como o posso explicar? É como uma minúscula semente de mostarda plantada numa horta, a qual se vai transformando num arbusto alto, entre cujos ramos as aves fazem a sua habitação.
20 Outra vez ele perguntou: "A que compararei o reino de Deus?
21 É como o fermento misturado na massa, que trabalha invisivelmente até que ela fique bem crescida e leve."

A porta estreita

22 Jesus ia de cidade em cidade e de localidade em localidade, ensinando pelo caminho e avançando sempre para Jerusalém.
23 Alguém lhe perguntou: "É verdade que só poucos é que serão salvos?" Ele respondeu:
24-25 "É estreita a porta do céu. Esforcem-se por entrar, porque muitos tentarão fazê-lo, mas quando o dono da casa tiver trancado a porta, será já tarde. Se ficarem do lado de fora, ainda que batendo e suplicando: 'Senhor, abre-nos a porta', ele contudo responderá: 'Não vos conheço.'
26 'Mas nós comemos contigo, e ensinaste nas nossas ruas', dir-lhe-ão.
27 Tornará a responder: 'Já vos disse que não vos conheço. Culpados como estão, não podem entrar aqui. Vão-se embora.'
28 E haverá grande choro e lamentos de desespero quando estiverem do lado de fora e virem Abraão, Isaque, Jacob e todos os profetas dentro do reino de Deus.
29 Então virá gente do mundo inteiro, e de todos os tempos para ocupar ali os seus lugares.
30 E notem que alguns, agora desprezados, serão grandemente honrados então; e alguns, agora tidos em alta conta, serão lá considerados de menos importância."

Jesus em Jerusalém

31 Poucos minutos decorridos, alguns fariseus disserem-lhe: "Retira-te daqui se queres continuar vivo, porque Herodes anda à tua procura!"
32 Ao que Jesus respondeu: "Digam a essa raposa que eu continuarei a expulsar demónios e a operar curas milagrosas hoje e amanhã; e no terceiro dia chegarei ao meu destino.
33 Sim, hoje, amanhã e depois de amanhã devo prosseguir no meu caminho! Porque não ficaria bem a um profeta de Deus ser morto noutro local que não em Jerusalém!
34 Oh, Jerusalém, Jerusalém, cidade que matas os homens de Deus e apedrejas aqueles que são enviados a socorrer-te! Quantas vezes quis juntar os teus filhos como uma galinha abriga a ninhada debaixo das asas, mas não mo permitiram! Agora, a vossa casa será destruída e abandonada; nunca mais me verão outra vez até que digam: 'Bem-vindo aquele que vem em nome do Senhor'. "
© 2018 ERF Medien