Ajuda

O Livro

Juízo sobre os inimigos de Israel

1 Esta mensagem diz respeito à maldição que Deus faz cair sobre as terras de Hadraque e de Damasco, porque o Senhor tem o seu olhar atento também sobre toda a humanidade, não apenas sobre Israel.
2 Condenada está Hamate, perto de Damasco, e Tiro, e Sidom também, por muito espertas que sejam.
3 Tiro fortificou-se com todo um sistema de fortalezas, e enriqueceu de tal forma que a prata, para ela, é como pó, e o ouro fino como poeira de chão das ruas.
4 Por isso o Senhor a despojará e derrubará as suas fortificações no mar; será incendiada e arrasada.
5 Asquelom verá isso e ficará cheia de terror; Gaza desfalecerá de desespero e Ecrom também, porque perderam a esperança de que Tiro servisse de barreira contra o avanço dos inimigos. Gaza será conquistada e o seu rei morto. Asquelom ficará deserta.
6-7 Estrangeiros ocuparão a cidade de Asdode, e anularei a soberba dos filisteus. Farei com que vomite a idolatria da sua boca, e não comerão mais carne com sangue, nem outros alimentos proibidos. Todos aqueles que ficarem vivos passarão a adorar Deus e adoptarão Israel como a sua nova família. Os filisteus de Ecrom casar-se-ão com judeus, tal como o fizeram os jebuseus há já muitos anos.
8 Rodearei o meu templo como um corpo de guarda, para guardar entrada de exércitos invasores em Israel. Vigiarei estreitamente os seus movimentos, mantê-los-ei afastados - não haverá mais opressores dominando a terra do meu povo vinda do rei de Sião
9 Alegra-te intensamente, ó meu povo! Grita de contentamento! Vê, o teu rei aproximar-se! Justo e salvador, pobre e montado num jumento, um pequeno jumentinho.
10 Removerei os carros de combate de Israel, e tirarei os cavalos de Jerusalém; os arcos de combate serão destruídos. Ele anunciará paz às nações. O seu domínio estender-se-á de um mar ao outro; desde o rio até às extremidades na Terra .
11 Libertarei os teus prisioneiros de um poço sem água, por causa da aliança que fiz contigo, selada com sangue.-
12 Venham para o lugar de segurança, vocês, ó prisioneiros, porque ainda há esperança! Prometo que vos recompensarei a dobrar!c
13 Judá é o meu arco de atirar, Efraim a minha flecha! Ambos serão a minha espada, como a espada de um poderoso guerreiro brandida contra os filhos da Grécia.

O Senhor aparecerá

14 O Senhor conduzirá o seu povo durante a batalha! As suas flechas dispararão como relâmpagos; o Senhor Deus tocará a trombeta e sairá contra os seus inimigos como um furacão no deserto, vindo do sul.
15 Defenderá o seu povo e eles subjugarão os guerreiros com fundas. Gritarão na batalha como ébrios e derramarão o sangue dos seus inimigos, como o sangue de um sacrifício sobre o altar.
16 O Senhor Deus salvará nesse dia o seu povo, tal como um pastor que vigia sobre o rebanho. Brilharão na sua terra como jóias numa coroa real.
17 Como será belo e maravilhoso! O trigo e o vinho darão beleza à juventude.
© 2017 ERF Medien