Ajuda

O Livro

Dando aos necessitados

1 "Cuidado, não pratiquem as boas obras com ostentação, só para serem admirados, porque se o fizerem, perderão a recompensa que o vosso Pai do céu vos dá.
2 Quando derem alguma coisa a um pobre, nada de alarde, como fazem os fingidos, tocando trombeta nas sinagogas e nas ruas para chamar a atenção para os seus actos de caridade. Digo-vos com toda a seriedade: esses já receberam toda a recompensa que poderiam ter.
3-4 Mas quando fizerem um favor a alguém, façam-no em segredo, sem dizerem à mão esquerda o que faz a direita. Vosso Pai, que conhece todos os segredos, vos recompensará.

Oração

5 Quando orarem, não devem ser como os fingidos, que se mostram piedosos, orando publicamente às esquinas das ruas e nas sinagogas, onde toda a gente os pode observar. Na verdade, já receberam a sua recompensa
6 Mas tu, quando orares, fecha-te em casa, e ora secretamente ao teu Pai, e ele, que conhece os teus segredos, te dará o galardão.
7-8 Não recitem a mesma oração uma vez, e outra, e outra, como os pagãos fazem, julgando que as orações são mais atendidas pela sua repetição constante. Lembrem-se de que o vosso Pai bem sabe aquilo de que necessitam ainda antes de lho pedirem!=
9 Devem orar assim:'Nosso Pai que estás no céu, que o teu santo nome seja honrado.
10 Pedimos que o teu reino venha. Que a tua vontade seja feita aqui na Terra, tal como é feita no céu.
11 Dá-nos o pão para o nosso alimento de hoje.
12 Perdoa-nos os nossos pecados, assim como perdoamos aos que nos ofendem.
13 Não deixes que caiamos durante a tentação, mas livra-nos do mal. Isto te pedimos!
14-15 O vosso Pai celestial vos perdoará se perdoarem àqueles que contra vocês pecam; mas, se não quiserem perdoar-lhes, ele não vos perdoará a vocês.

Jejum

16-18 Quando jejuarem, não o façam publicamente como os fingidos, que procuram parecer abatidos para despertar admiração. Verdadeiramente, essa é a única recompensa que receberão. Mas apresentem-se o melhor possível, de tal modo que ninguém desconfie de que não ingeriram alimentos, sabendo-o apenas o vosso Pai, que conhece todos os segredos. Ele vos recompensará.

Tesouros no céu

19-21 Não arrecadem os vossos lucros aqui na Terra, onde podem consumir-se ou ser roubados. Entesourem, sim, no céu, onde nunca perdem o valor e estão a salvo dos ladrões. Se os vossos lucros estiverem no céu, aí também estará o vosso coração.
22-23 Se o teu olho for puro, a tua vida será limpa. Mas se o teu olhar for mau, viverás em trevas. E como essas trevas podem ser profundas!
24 Não se pode servir dois patrões: Deus e o dinheiro. Porque ao se desprezar um, acaba por se preferir o outro.

Não se preocupem

25 Portanto, aconselho-vos que não se preocupem com as coisas desta vida, como que hão-de comer e beber, e ter dinheiro e roupa. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário?Ã?
26-27 Olhem os passarinhos, que não se preocupam com o alimento, não precisam de semear, nem de colher, ou de armazenar comida, pois o vosso Pai celestial é quem os sustenta. E para ele vocês têm muito mais valor do que os passarinhos. As vossas preocupações poderão porventura acrescentar um só momento ao tempo da vossa vida?
28-30 E para quê preocuparem-se com o vestuário? Olhem os lírios do campo que não têm cuidados com isso! E, contudo, nem mesmo o rei Salomão, em todo o seu esplendor, se vestiu tão belamente como eles. E se Deus cuida assim das flores, que hoje nascem e amanhã já não existem, não cuidará porventura de vocês, gente de pouca fé?
31 Portanto, não se preocupem com a comida e a roupa para vestir. Para quê serem como os incrédulos? Mas o vosso Pai celestial sabe perfeitamente que precisam delas. Dêem pois prioridade ao seu reino e à sua justiça e Deus cuidará do vosso futuro. Não se preocupem com o dia de amanhã. O dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta cada dia o seu mal.
© 2017 ERF Medien