Ajuda

O Livro

1-2 Um dia, enquanto as multidões se reuniam, subiu a encosta do monte com os discípulos, sentou-se e começou a ensinar-lhes estas coisas:

Como ser feliz

3 "Felizes os que, no seu espírito, são como pobres", dizia-lhes, "porque a eles é dado o reino dos céus.
4 Felizes os que se lamentam, porque serão consolados.
5 Felizes os bondosos e modestos, porque o vasto mundo lhes pertence.
6 Felizes os que anseiam pela justiça, porque decerto a alcançarão.
7 Felizes os misericordiosos, porque a eles será mostrada misericórdia.
8 Felizes aqueles cujo coração é puro, porque verão Deus.
9 Felizes aqueles que se esforçam pela paz, porque serão chamados filhos de Deus.
10 Felizes os que são perseguidos por cumprirem a vontade de Deus, pois é deles o reino dos céus.
11 Quando forem maltratados, perseguidos e caluniados por serem meus seguidores, felizes serão vocês por isso.
12 Alegrem-se com isso! Sim, alegrem-se porque vos espera lá no céu uma enorme recompensa. Lembrem-se de que também os profetas de antigamente foram perseguidos.

Sal e luz

13 Vocês são o sal da terra. Se o sal perder o seu sabor, como o recuperará? Será lançado fora e espezinhado como coisa sem valor.
14-16 Vocês são a luz do mundo. Uma cidade construída no topo de um monte, toda a gente a vê. Não se acende um candeeiro para o pôr dentro do armário. Não ocultem a vossa luz; deixem que ela brilhe diante de todos. Que as vossas boas obras brilhem também para serem vistas por todos, de tal maneira que louvem o vosso Pai celestial.

O cumprimento da lei

17-18 Não julguem erradamente a razão da minha vinda. Não vim para acabar com as leis de Moisés ou com os avisos dos profetas. Vim antes para os cumprir e realizar. Digo-vos que nem uma letra ou acento das Escrituras desaparecerá até que o céu e a Terra acabem
19 Portanto, se alguém quebrar o mais pequeno mandamento que seja, e ensinar outros a fazerem o mesmo, esse será indigno do reino dos céus. Mas quem obedecer às leis de Deus e as ensinar será grande no reino dos céus.
20  Todavia, já vos aviso: a não ser que a vossa obediência a Deus seja maior do que a dos mestres da lei e dos fariseus, de outra forma não poderão entrar no reino dos céus!

Assassínio

21-22 As leis de Moisés tinham por regra: "Não matarás. E se cometeres assassínio serás sujeito a julgamento." Mas agora digo-vos que basta o sentimento da ira contra alguém para se cair sob julgamento! Se chamarem estúpido a um amigo, correm o risco de serem levados a tribunal. E se o amaldiçoarem, arriscam-se às chamas do inferno.
23-24 Portanto, se estiveres diante do altar do templo a oferecer um sacrifício a Deus e te lembrares de que outra pessoa tem qualquer razão de queixa contra ti, deixa o teu sacrifício sobre o altar, vai, pede perdão e faz as pazes com ela; depois volta e oferece o teu sacrifício a Deus.
25 Chega depressa a acordo com o teu inimigo antes que seja tarde e ele te arraste perante um tribunal e te vejas lançado na cadeia como devedor.
26 Porque ali ficarás até pagares a última moeda.

Adultério

27-28 As leis de Moisés diziam: "Não cometas adultério". Eu porém, digo: qualquer que olhar para uma mulher com cobiça, já cometeu adultério com ela no seu coração.
29-30 Portanto, se o teu olho, mesmo que seja o que vê melhor, te leva à cobiça, tira-o e arremessa-o para longe de ti. Melhor é que seja destruída uma parte do teu corpo do que seres lançado todo inteiro no inferno. E se a tua mão, mesmo que seja aquela com que fazes mais coisas, te leva ao pecado, corta-a e atira-a para longe de ti. É melhor isso do que ires parar ao inferno.

Divórcio

31-32 A lei de Moisés ordena: "Se alguém se quiser ver livre da sua mulher, pode divorciar-se dela entregando-lhe uma simples carta de despedimento". Mas eu digo que um homem que se divorciar da sua mulher, a não ser que ela se prostitua, faz com que ela cometa adultério. E quem com ela casar comete adultério também.

Juramentos

33-37 A lei de Moisés diz mais: "Não faltarás aos teus juramentos, antes os cumprirás perante o Senhor o que juraste". Eu, porém, digo: não façam juramentos de espécie alguma. Mesmo dizer, 'Pelo céu! é já um voto sagrado feito a Deus, porque os céus são a sua habitação. E se disserem, 'Pela Terra! também isso é um voto sagrado, porquanto a Terra é o estrado dos seus pés. E não jurem, 'Por Jerusalém! porque Jerusalém é a capital do grande Rei. Não jurem nem mesmo pela vossa cabeça, porque não podem fazer com que um cabelo fique branco ou preto. Diga-se pois simplesmente, 'Sim ou 'Não . O que passa daí vem do maligno.

Olho por olho

38-42 A lei de Moisés diz: "Se um homem arrancar um olho a outro, pagará com o seu próprio olho. Se um dente for arrancado por uma pancada, arranque-se de igual forma o dente de quem fez tal coisa." Eu porém, digo: Não oponham violência à violência! Se te derem uma bofetada numa das faces, oferece também a outra. Se fores levado a tribunal e te tirarem a camisa, dá-lhes também o casaco. Se um soldado te obrigar a carregar-lhe com a mochila um quilómetro, leva-a dois quilómetros. Dá a quem te pedir, e não fujas de quem te quiser pedir emprestado.

Ama os teus inimigos

43 Foi-vos dito: "Ama os teus amigos. Despreza os teus inimigos." Q
44-45 Eu, porém, digo: Amem os vossos inimigos. Bendigam os que vos maldizem. Façam o bem aos que vos odeiam. Orem por quem vos persegue! Assim procederão como verdadeiros filhos do vosso Pai que está no céu. Porque ele faz brilhar o Sol tanto sobre os maus como sobre os bons, e manda a chuva cair tanto sobre justos como injustos.
46 Se amarem só quem vos ama, de que vale isso? Até os que vivem sem Deus o fazem. Se forem amigos só dos vossos amigos, em que serão diferentes de qualquer outro? Até os descrentes o fazem. Vocês, porém, devem ser perfeitos, como é perfeito o vosso Pai no céu."
© 2017 ERF Medien