Ajuda

O Livro

O Senhor do sábado

1-2 Sucedeu por aquela altura que Jesus atravessava umas searas com os seus discípulos. Era sábado, o dia de repouso judaico, e como os discípulos sentiam fome, começaram a partir espigas de trigo e a comer o grão. Mas alguns fariseus que os viram fazer isto protestaram: "Os teus discípulos estão a ir contra a lei, colhendo no dia de sábado!"
3-4 Mas Jesus disse-lhes: "Nunca leram o que o rei David fez quando ele e os companheiros estavam com fome? Entrou no santuário e todos eles comeram o pão sagrado, coisa que só os sacerdotes podiam fazer. Também isto era contra a lei.
5-6 E nunca leram na lei de Moisés que os sacerdotes de serviço no santuário podiam trabalhar no sábado? Pois aqui está um que é maior do que o santuário!
7-8 Mas se conhecessem o que quer dizer esta passagem das Escrituras: 'Mais do que as vossos sacrifícios, quero provas da vossa bondade , não teriam condenado quem não tem culpa. Porque eu, o Filho do Homem, sou Senhor do próprio sábado."
9-10 Depois foi para a sinagoga, e viu ali um homem com uma das mãos aleijada. Os fariseus perguntaram-lhe: "A lei permite trabalhar fazendo curas no dia de sábado?" (Esperavam, é claro, que ele respondesse "Sim", para desta forma poderem acusá-lo.)
11-12 A sua resposta foi: "Se um de vocês tivesse uma única ovelha e no sábado ela caísse num poço, não trabalhariam para a salvar, naquele dia? Quanto mais não vale uma pessoa do que uma ovelha! Evidentemente que é justo fazer bem num sábado."
13 E, voltando-se para o homem: "Estende o braço". Quando ele o fez, a mão doente ficou igual à sã!

O servo escolhido por Deus

14-16 Então os fariseus juntaram-se para combinar a prisão e morte de Jesus. Mas ele, sabendo o que tramavam, saiu da sinagoga, seguido de muita gente. E curou quantos doentes haviam entre eles, avisando-os, contudo, de que não deviam contar os seus milagres.
17 Assim se cumpriu a profecia de Isaías a seu respeito:
18 "Olhem o meu servo. Vejam o meu escolhido. Ele é o meu amado, em quem a minha alma tem prazer. Porei o meu Espírito sobre ele, e julgará as nações.
19 Não discute nem grita; não levanta a voz!
20 Não esmaga a cana trilhada, nem apagará o pavio que fumega ainda. Com a sua vitória final, acabará com todos os conflitos,
21 e o seu nome será a esperança do mundo inteiro."

Jesus e Satanás

22 Então um cativo do demónio, cego e mudo ao mesmo tempo, foi trazido a Jesus, que o curou de modo que o homem já falava e via
23-24 A multidão, cheia de espanto, exclamava: "Não será este o Filho de David, o Messias?" Mas, quando os fariseus souberam do milagre, puseram-se a dizer: "Expulsa os demónios pelo poder de Satanás, rei dos demónios."
25 Jesus, conhecendo os seus pensamentos, respondeu: "Um reino dividido vai parar à ruína. Uma cidade ou uma casa dividida contra si mesma não se aguenta de pé.-
26 Se Satanás expulsa Satanás, está lutando contra si próprio, destruindo o seu próprio reino.
27 Se, como vocês dizem, expulso os demónios com a ajuda do poder de Satanás, a que poder recorrem os vossos, quando fazem o mesmo? Eles que respondam à vossa acusação!
28 Mas, se expulso os demónios pelo Espírito de Deus, então é porque o reino de Deus já está no vosso meio.
29 Não se pode roubar a casa dum homem forte sem primeiro o amarrar. Só então poderão os seus demónios ser expulsos.
30 Quem não está comigo é contra mim, e quem comigo não ajunta, espalha.
31 Todo o pecado ou blasfémia pode ser perdoado - excepto a blasfémia contra o Espírito Santo, a qual nunca será perdoada.
32 Até o dizer mal de mim , ou mesmo qualquer outro pecado, pode ser perdoado, menos um: falar contra o Espírito Santo; isso jamais terá perdão, seja neste mundo seja no mundo futuro.
33-37 Uma árvore conhece-se pelo fruto que dá. Uma árvore de qualidade escolhida dá bons frutos; as árvores ruins não o dão. Vocês são como serpentes! Como podem homens maus, como vocês, falar o que é bom e justo? Pois o homem fala consoante o que tem no coração. Um homem bom, ao falar, revela os ricos tesouros que traz consigo. O homem de coração mau anda cheio de veneno, que aparece naquilo que diz. E garanto-vos: no dia do juízo hão-de dar conta de cada palavra leviana que tiverem dito. O que agora dizem aponta para o vosso destino; pelas vossas palavras serão aprovados ou condenados."

O sinal de Jonas

38 Certo dia, alguns dos chefes judaicos, incluindo fariseus, foram ter com Jesus pedindo-lhe um milagre que provasse ser ele o Messias.
39 Jesus respondeu-lhes: "Só uma nação má e incrédula pediria mais alguma prova; mas não receberá nenhuma, salvo o que aconteceu ao profeta Jonas!
40 Pois assim como Jonas passou três dias e três noites dentro daquele grande peixe, assim também eu, Filho do Homem, ficarei nas entranhas da terra três dias e três noites.
41 Os homens de Nínive hão-de erguer-se contra esta nação no julgamento e vos condenarão. Quando Jonas lhes pregou, arrependeram-se. Agora que está aqui alguém que é maior do que Jonas, não querem crer nele.
42 A rainha de Sabá se levantará contra esta nação no julgamento e a condenará; pois veio de uma terra distante para escutar a sabedoria de Salomão; e agora que está aqui quem é maior do que Salomão, não querem crer nele.
43-45 Esta nação má é como um demónio dominando uma pessoa: se o demónio se for embora, vai para os lugares desertos durante algum tempo, procurando descanso sem o encontrar, até que diz: 'Vou voltar para a pessoa de quem saí . Assim, volta e encontra o coração daquele indivíduo desocupado, limpo e tudo em ordem! Então, o demónio vai buscar outros sete espíritos ainda piores do que ele próprio, e todos entram na tal pessoa para morar dentro dela. E deste modo fica pior do que antes."

A mãe e os irmãos de Jesus

46-47 Estando Jesus a ensinar numa casa cheia de gente, a sua mãe e seus irmãos estavam do lado de fora e queriam falar-lhe. Quando alguém lhe disse que se encontravam ali, respondeu:
48 "Quem é a minha mãe? E quem são os meus irmãos?"
49 E, apontando para os seus discípulos: "Estes é que são a minha mãe e os meus irmãos.
50 Todo aquele que obedecer ao meu Pai do céu é meu irmão, minha irmã e minha mãe!"
© 2017 ERF Medien