Ajuda

O Livro

Pecado, fé e responsabilidade

1 "Coisas que fazem o povo pecar sempre as haverá", disse Jesus um dia aos discípulos, "mas ai de quem as provocar.
2 Melhor lhe seria ser lançado ao mar com uma pedra de moinho ao pescoço do que incitar ao pecado almas como os pequeninos.
3 Dêem atenção! Repreende o teu irmão se ele pecar, e perdoa-lhe se se arrepender.
4 Mesmo que te ofenda sete vezes por dia, se cada vez voltar e te pedir perdão, perdoa-lhe sempre."
5 Então, os apóstolos disseram ao Senhor: "Aumenta-nos a fé".
6 "Se tivessem fé nem que fosse do tamanho de um grão de mostarda", respondeu Jesus, "poderiam dizer a esta amoreira: 'Arranque-te daí e lança-te no mar', e ela vos obedeceria.
7-10 Um criado, ao serviço de alguém, quando regressa de um serviço nos campos ou de tratar do gado, não se senta logo para comer. Prepara primeiro a refeição do patrão e serve-lhe o jantar antes de comer ele próprio. E nem por isso lhe agradecem, porque está a fazer o que se espera dele. Igualmente, se se limitarem a obedecer-me, não devem considerar-se merecedores de elogio, porque cumpriram simplesmente o vosso dever!"

A cura de dez leprosos

11-13 Prosseguindo no seu caminho para Jerusalém, chegaram aos limites da Galileia com Samaria. Quando entraram numa aldeia dali, dez leprosos pararam à distância bradando: "Jesus, Mestre, tem pena de nós!"
14 Olhando para eles, Jesus disse: "Vão mostrar-se ao sacerdote". Enquanto iam a caminho, constataram que a lepra desaparecera.
15-16 Um deles voltou a procurar Jesus e lançando-se no chão diante de Jesus com o rosto em terra, dava em alta voz louvores a Deus e agradecia o que lhe tinha feito. Este homem era um samaritano.
17-19 Então Jesus perguntou: "Não eram dez os homens que curei? Onde estão os outros nove? Só este estrangeiro é que volta para dar glória a Deus?" E disse para o homem: "Levanta-te, podes ir. A tua fé te salvou".

A vinda do reino de Deus

20-21 Um dia, os fariseus perguntaram a Jesus: "Quando irá começar o reino de Deus?" E Jesus:"O reino de Deus não é anunciado por sinais visíveis, nem se poderá dizer que começou aqui ou acolá, porque está entre vocês".
22-24 Mais tarde, tornou a falar no assunto com os discípulos: "Lá virá o tempo em que hão-de desejar que eu esteja convosco, nem que seja um só dia, mas já cá não estarei. Dir-vos-ão que voltei e que estou neste ou naquele lugar; mas não acreditem nem saiam à minha procura, porque o meu regresso ver-se-á tão claramente como o relâmpago que cruza os céus.
25 Todavia, antes disso deverei sofrer muito e ser rejeitado pelas pessoas deste tempo.
26-27 Assim como foi nos disse de Noé assim será no dia do regresso do Filho do Homem. Naqueles dias antes do dilúvio, as pessoas comiam e bebiam, celebravam casamentos, até ao dia que Noé entrou na arca e o dilúvio veio e as destruiu todas.
28-30 E o mundo estará como estava nos tempos de Lot. As pessoas continuavam atarefadas nos seus negócios diários, comendo e bebendo, comprando e vendendo, cultivando e construindo, até vir aquela manhã em que Lot saiu de Sodoma, e em que choveu do céu fogo e enxofre, que destruiu toda a gente. Assim será, pois, até ao momento do meu regresso .
31-33 Quem estiver fora de casa naquele dia não deve voltar para preparar bagagem; quem estiver nos campos não deve voltar para a cidade. Lembrem-se do que aconteceu à mulher de Lot! Quem só pensar em salvar a vida perdê-la-á, e quem estiver disposto até a perdê-la salvá-la-á.
34-36 Naquela noite, de duas pessoas que estiverem a dormir no mesmo quarto, uma será levada e a outra será deixada. De duas mulheres que estiverem a trabalhar juntas, uma será levada e a outra deixada; e do mesmo modo, dois homens estarão a trabalhar no campo, um será levado e o outro fica."
37 "Senhor, para onde serão eles levados?", inquiriram os discípulos. E Jesus respondeu: "Onde estiver o corpo morto, aí se ajuntam os milhafres!"
© 2018 ERF Medien