Ajuda

O Livro

Jeremias é libertado pelos babilónios

1 Nebuzaradão comandante da guarda levou depois Jeremias para Ramá, com todo o povo exilado, de Jerusalém e de Judá, que tinha sido enviado para Babilónia; mas acabou por libertar o profeta.
2-5 O comandante chamou-o e disse-lhe: "Foi o Senhor vosso Deus quem trouxe estes desastres sobre a vossa terra, tal como tinha dito que havia de fazer. Porque esta gente não obedeceu à sua voz; e foi por isso que estas coisas se deram. Agora vou soltar-te, e deixar-te ir em liberdade. Se quiseres vir comigo para Babilónia, muito bem; farei com que seja tratado de forma a nada te faltar; no entanto, se não quiseres vir, não venhas. Tens toda a terra diante de ti; vai para onde bem entenderes. Se decidires ficar, volta para Gedalias, que foi nomeado governador de Judá pelo rei de Babilónia, e fica com o resto do povo que ele governa. Portanto, quanto a ti o assunto está arrumado; vai para onde quiseres ntão Nebuzaradão deu-lhe algum alimento e dinheiro, deixando-o partir em liberdade.-
6 Assim Jeremias voltou para Gedalias, e passou a viver em Judá com o povo que tinha sido deixado na terra.

Gedalias é assassinado

7-8 E aconteceu que os chefes dos guerrilheiros judeus, que actuavam nos campos, ouvindo que o rei de Babilónia tinha nomeado Gedalias como governador sobre a gente pobre da terra que tinha sido autorizada a ficar, que não foi exilada para Babilónia, vieram ter com ele em Mizpá, que era o sítio onde se tinha fixado. São estes os nomes desses chefes de guerrilha que vieram ter com ele: Ismael (filho de Netanias), Joanã e Jónatas (filhos de Careá), Seraías (filho de Tanumete), os filhos de Efai (o netofatita) e Jezanias (filho dum indivíduo maacatita); vieram acompanhados dos seus homens
9-10 Gedalias assegurou-lhes que seria mais seguro submeterem-se aos babilónios."Fiquem aqui, sirvam o rei de Babilónia e tudo o resto vos correrá bem. Quanto a mim, ficarei em Mizpá e intercederei a vosso favor junto dos babilónios que cá vierem controlar a minha administração. Estabeleçam-se na cidade que quiserem e vivam da terra. Recolham e armazenem o vinho e os frutos do Verão, assim como o azeite, como desejarem."
11-12 Quando os judeus que estavam em Moabe, entre os amonitas, em Edom e noutras regiões vizinhas ouviram que alguns dentre o povo tinham sido deixados em Judá, e que o rei de Babilónia não os tinha levado a todos, e sabendo que Gedalias era o governador da terra, começaram a voltar para Judá vindos dessas muitas terras para onde tinham fugido. Concentraram-se em Mizpá, para discutirem com Gedalias os planos de recuperação das terras, e depois chegaram a juntar uma grande colheita de vinho e de muita fruta.
13-15 Mas pouco depois, Joanã (filho de Careá) e outros chefes guerrilheiros vieram a Mizpá avisar Gedalias de que Baalis, rei dos amonitas, tinha mandado Ismael (filho de Netanias) para o assassinar. Contudo, Gedalias não quis acreditar neles. Então Joanã conferenciou, em particular, com Gedalias e propôs-lhe ser ele quem matasse Ismael, secretamente."Porque é que havíamos de o deixar vir e tirar-te a vida?", perguntava Joanã. "Que aconteceria então aos judeus retornados? Porque é que este povo que foi deixado cá haveria de ser espalhado e perdido?"
16 Mas Gedalias respondeu-lhe: "Proíbo-te de fazeres uma coisa semelhante; o que estás a dizer de Ismael é simplesmente mentira."
© 2018 ERF Medien