Ajuda

O Livro

Em Icónio

1 Em Icónio, Paulo e Barnabé foram juntos à sinagoga e pregaram com tal poder que foi grande o número de pessoas que creram, tanto judeus como gentios.-
2-4 Mas aqueles dos judeus que recusaram a mensagem de Deus semearam a desconfiança e a oposição entre os gentios contra Paulo e Barnabé. Contudo, ambos ficaram ali muito tempo, pregando com coragem, e o Senhor provava a origem divina dessa mensagem, dando -lhes poder para fazerem grandes milagres. Mas o povo da cidade não sabia que pensar acerca deles. Alguns concordavam com os judeus, outros apoiavam os apóstolos.
5-7 Quando Paulo e Barnabé souberam da conspiração que tramavam os dirigentes judaicos para, juntamente com os gentios, os atacarem e apedrejarem, refugiaram-se na região de Licaónia - Listra e Derbe - e em toda aquela zona à volta, pregando ali o evangelho.

Em Listra e Derbe

8-9 Em Listra encontraram um homem que, de nascença, era aleijado dos pés, nunca tendo andado na sua vida. O homem escutava com atenção a pregação de Paulo, que, reparando nele, se deu conta que o aleijado tinha fé para ser curado.
10 Então ordenou-lhe: "Levanta-te!", e o homem, pondo-se de pé dum salto, começou a andar.
11-13 Quando a multidão que escutava Paulo viu o que fizera, gritou na sua língua local: "Estes homens são deuses em forma humana", pensando que Barnabé fosse o deus grego Júpiter, e que Paulo, por ser o orador principal, fosse Mercúrio. O sacerdote local do templo de Júpiter, à entrada da localidade, trouxe-lhes carroças carregadas de flores e matou bois em sua honra, junto às portas da cidade, na presença da multidão.
14-17 Mas quando Barnabé e Paulo viram aquilo, rasgaram desgostosos a roupa que traziam e, correram por entre o povo, dizendo: "Escutem! Que estão a fazer? Nós somos seres humanos como vocês! Viemos dizer-vos que deixem de adorar essas coisas insensatas; e que, em vez disso, devem adorar o Deus vivo e converter-se a ele, que fez o céu, a Terra, o mar e tudo quanto neles há. Nos tempos antigos permitiu que os povos agissem como melhor lhes parecia, mas nunca deixou de lhes dar provas da sua existência e do que ele é realmente, por meio de actos de bondade, tais como mandar-vos chuva, boas colheitas, alimento e alegria."
18 Mesmo assim, Paulo e Barnabé só a custo impediram que o povo lhes oferecesse sacrifícios.
19 Entretanto, chegavam judeus de Antioquia e Icónio que, agitando a multidão, conseguiram que apedrejassem Paulo e que o arrastassem para fora da cidade, aparentemente morto.

O regresso a Antioquia da Síria

20 Mas quando os crentes se reuniram à sua volta, Paulo levantou-se e voltou para a cidade. No dia seguinte, Paulo partiu com Barnabé para Derbe.
21 Após pregarem ali o evangelho e fazerem muitos discípulos, voltaram para Listra, Icónio e Antioquia da Pisídia,
22 onde fortaleceram os crentes, encorajando-os a perseverar na fé, e lembrando-lhes que para entrar no reino de Deus teriam de passar por muitas tribulações.
23 Paulo e Barnabé nomearam também anciãos em todas as igrejas, orando por eles com jejum e entregando-os ao cuidado do Senhor, em quem tinham posto a sua confiança."
24-25 Regressando através da Pisídia para a Panfília, tornaram a pregar em Perge e continuaram para Atália.
26 Finalmente, voltaram por mar para Antioquia da Síria, onde haviam começado a viagem e onde tinham sido entregues a Deus para realizarem a obra agora completada
27 Quando chegaram, reuniram os crentes, a quem contaram a sua viagem e como Deus abrira também a porta da fé aos gentios. E ali ficaram com os crentes em Antioquia durante muito tempo.
© 2018 ERF Medien