Ajuda

O Livro

Paulo pede orações

1 Finalmente, irmãos, peço-vos que orem por nós, para que a palavra do Senhor se espalhe livremente, e triunfe onde quer que chegue, tal como aconteceu convosco.
2 Orem também para que sejamos livres de homens corrupos e maus; porque a fé não atinge todas as consciências.
3 Mas o Senhor é fiel. Ele vos fortalecerá e vos guardará dos ataques do maligno.
4 E confiamos em Deus que vocês estão a fazer e continuarão a fazer aquilo que vos mandámos.
5 Que o Senhor dirija os vossos corações no amor de Deus, e na perseverança em Cristo.

Aviso contra a ociosidade

6 Com toda a firmeza vos mandamos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que não devem acompanhar aquele que, sendo cristão, levar uma vida desregrada, e não segundo as instruções que vos demos.
7 Quando aí estivemos, não foi assim que vivemos, ociosos. E vocês sabem que devem imitar-nos.
8 Nem nunca comemos de graça o pão de ninguém, mas antes, trabalhando noite e dia, procurámos ganhar o nosso sustento de forma a não nos tornarmos pesados a ninguém.
9 Não é que não tivéssemos direito a isso, mas para, através do nosso exemplo, vos mostrarmos como é que deviam viver.
10 Quando aí estivemos, uma das nossas regras de conduta era que quem não trabalha também não tem direito a comer.
11 Ora o certo é que ouvimos dizer que alguns do vosso meio levam uma vida preguiçosa, ocupando-se com futilidades
12 A esses mandamos - é uma ordem que damos - em nome do nosso Senhor Jesus Cristo, que trabalhem sossegadamente, comendo do pão ganho com o trabalho das suas próprias mãos.
13 Irmãos, não se cansem de fazer o bem.
14 E se alguém não se conformar com as instruções desta carta, chamem-no à atenção e suspendam-no de toda a colaboração convosco, para que se envergonhe.
15 Não quer isto dizer que passem a considerá-lo como inimigo; mas devem aconselhá-lo, como um irmão.

Saudações finais

16 Que o Senhor da paz, ele próprio, vos dê a sua paz, sempre, de toda a maneira. Que o Senhor seja com todos vós.
17 E agora aqui vai a minha saudação pessoal, com o meu próprio punho: Paulo. Este é, em todas as cartas que mando, o sinal de que são minhas.
18 Aqui vão os meus votos de que a graça do nosso Senhor Jesus Cristo seja com cada um de vocês.
© 2017 ERF Medien