Ajuda

O Livro

1 Durante o reinado do rei Joaquim, Nabucodonozor, rei da Babilónia, atacou Jerusalém. Joaquim rendeu-se e teve de pagar-lhe um tributo durante três anos; depois, rebelou-se.
2 O Senhor enviou bandos de caldeus, de sírios, de moabitas e de amonitas contra Judá, a fim de destruir a nação, tal como o Senhor tinha avisado que aconteceria, pela boca dos seus profetas.
3 Não havia dúvida de que estes ataques cairam sobre Judá mandados pelo Senhor, o qual decidira castigar duramente Judá, varrê-lo para longe da sua vista, devido aos muitos pecados de Manassés,
4 pois tinha enchido Jerusalém com sangue; por isso o Senhor não lhe perdoou.
5-7 O resto dos acontecimentos da vida de Joaquim estão relatados nas Crónicas dos Reis de Judá. Quando morreu, o seu filho Jeconias ascendeu o trono. O faraó egípcio nunca mais saiu da sua terra, porque o rei da Babilónia ocupou toda a região dominada pelo Egipto - toda a terra de Judá desde o ribeiro do Egipto até ao rio Eufrates.

Jeconias é rei de Judá

8-9 O novo rei de Judá foi Jeconias. Tinha 18 anos quando começou a reinar. Reinou durante três meses, em Jerusalém. A sua mãe chamava-se Neusta, e era filha de Elnatã, de Jerusalém.
10-12 Durante o seu reinado os exércitos do rei da Babilónia cercaram a cidade de Jerusalém. O próprio Nabucodonozor chegou a Jerusalém durante o cerco, e o rei Jeconias, com todo o seu estado maior e os responsáveis pela administração do reino, mais a rainha mãe, tiveram de se render. Jeconias foi feito prisioneiro e mandado para Babilónia, durante o oitavo ano do reinado de Nabucodonozor.
13-14 Os babilónios levaram todos os tesouros do templo e do palácio real. Quebraram os vasos de ouro que o rei Salomão de Israel tinha colocado no templo por indicação do Senhor. O rei Nabucodonozor levou dez mil cativos de Jerusalém, incluindo as altas individualidades, a tropa de elite, os comerciantes e artesãos. Apenas os mais pobres de entre o povo e os que não tinham profissão determinada foram deixados na terra.
15-17 Nabucodonozor levou pois o rei Jeconias, mais as suas mulheres e os chefes da administração pública, mais a rainha mãe, para Babilónia. Também transportou sete mil dos melhores soldados do exército e mil carpinteiros e ferreiros, todos gente capaz e forte para a guerra. O rei de Babilónia nomeou rei o tio de Jeconias chamado Matanias, mudando o seu nome para Zedequias.

Zedequias é rei de Judá

18 O novo rei de Judá foi Zedequias. Tornou-se rei aos 21 anos. Duração do seu reinado: 11 anos, em Jerusalém. O nome da sua mãe era: Hamutal; era filha de Jeremias, de Libna. Fez o que era mal perante o Senhor, conforme os actos anteriormente praticados por Joaquim. Por essa razão o Senhor, na sua ira contra o pecado, destruiu o povo de Jerusalém e de Judá e os lançou para longe. Aconteceu também que Zedequias se revoltou contra o rei de Babilónia.
© 2017 ERF Medien