Schließen
BibleServer is a donation based project by ERF Medien. 25 € will help us to secure next years funding.
Ajuda

O Livro

1 "Porque é que Deus não abre o seu tribunal"e não ouve o meu caso?Porque hão-de ser obrigados os que creêm nele"a esperar em vão?
2 Porque fomos submergidos por uma onda de crimes"- os limites das propriedades têm sido alterados,"rebanhos inteiros são roubados;"até os jumentos levam aos pobres e aos órfãos.
3 As viúvas pobres são obrigadas a entregar o pouco que têm"para conseguirem um empréstimo.
4 Os necessitados são postos de parte;"são coagidos a sairem do caminho ao cruzarem-se com os grandes.
5 Tal como os jumentos selvagens do deserto,"os indigentes têm de passar os dias inteiros"a tentar apanhar um bocado de alimento"para conseguirem manter-se com vida. Mandam-nos para terras desertas à procura de comida para os filhos.
6 Lá, comem o que vão encontrando, o que cresce ao acaso;"ou então têm de vindimar as vinhas dos perversos.
7 Passam a noite toda tremendo de frio, sem nada para os cobrir.
8 Ficam encharcados com as chuvadas"trazidas pelos ventos das montanhas"e abrigam-se em cavernas, nas rochas, à míngua dum lar.
9 Os pérfidos são capazes até"de arrancar criancinhas órfãs de pai, ao peito das mães,"e de raptar os bebés dos pobres,"antes que estes lhes peçam emprestado dinheiro ou comida.
10 Por isso os desventurados são coagidos a andaram nús,"sem roupa para se cobrirem,"e a carregar com comida para outros,"enquanto eles próprios desfalecem com fome.
11 São forçados a pisar o lagar de azeite, sem poder prová-lo sequer,"e a esmagar os cachos de uvas, estando a morrer de sede.
12 Os gemidos dos moribundos clamam desde a cidade;"e os feridos rogam que os socorram. Contudo Deus não atende os seus lamentos.
13  Os pecadores rebelam-se contra a luz"e não se identificam com os rectos e os bons.
14 São assassinos que ao erguer-se logo de manhã cedo"só têm em mente matar o pobre e o necessitado;"e de noite tornam-se ladrões e adúlteros;
15 para tal, esperam apenas que caia o crepúsculo e dizem para consigo, 'é a boa altura, porque é quando ninguém me vê'. Escondem a cara para que ninguém os reconheça.
16 A noite, para eles, serve para atacar as casas, e o dia para dormirem"- não lhes interessa mostrarem-se sob a luz do dia.
17 A noite mais escura, para eles, é como o amanhecer; são aliados naturais dos terrores das trevas.
18 Mas como eles desaparecem depressa, da face da Terra. Tudo o que possuem é amaldiçoado. Não deixam nada para os filhos.
19 A morte consome os pecadores,"tal como a neve se derrete com o calor e a seca. Aos pecadores, até a sua própria mãe os esquece.
20 Só servem para que os vermes os comam regaladamente. Ninguém se lembrará mais deles. Os perversos serão abatidos, tal como uma árvore perante um ciclone.
21 E isso, porque exploram aqueles velhos"que viviam sozinhos sem filhos para os protegerem,"e desprezam as pobres viúvas.
22 Contudo, por vezes, até parece"que Deus protege os poderosos e lhes dá vida,"quando toda a gente está a morrer.
23 Deus dá-lhes descanso, fortaleza e ajuda-os de muitas maneiras.
24 Mas ainda que pareçam agora muito seguros e fortes,"de um momento para o outro ir-se-ão, como toda a gente,"ceifados como espigas maduras.
25 Poderá alguém desmentir-me? Alguém será capaz de dizer que estou a mentir, ou que estou errado?"
© 2016 ERF Medien