Schließen
BibleServer is a donation based project by ERF Medien. 25 € will help us to secure next years funding.
Ajuda

O Livro

A consagração dos primogénitos

1-2 O Senhor deu as seguintes instruções a Moisés: "Consagra-me todo o primogénito, o primeiro a abrir o seio materno, dentre os filhos de Israel, assim como também o primogénito macho dos animais. Esses são meus!"
3-7 Então Moisés disse ao povo: "Este é um dia para ser lembrado para sempre, o dia em que deixaram o Egipto e a vossa escravidão, da qual o Senhor vos tirou através de muitas maravilhas. Agora não se esqueçam: durante a celebração anual deste acontecimento não deverão comer pão fermentado. Tomem bem nota deste dia do vosso êxodo, no fim do mês de Março de cada ano, quando o Senhor vos tiver trazido para a terra em que agora ainda habitam os cananeus, os heteus, os amorreus, os heveus, os jebuseus; a terra que ele prometeu aos vossos pais, essa terra que jorra o leite e o mel. Por isso durante 7 dias comerão apenas pães asmos, e nem sequer vossas casas haverá levedura, nem sequer dentro das fronteiras da vossa terra. No fim, no sétimo dia, haverá uma grande festa dedicada ao Senhor.
8-9 Durante os dias dessa solenidade, em cada ano deverão explicar aos vosso filhos a razão porque estão a fazer essa comemoração - que é por aquilo que o Senhor fez por vocês quando sairam do Egipto.
10 Esta semana de festividade solene, todos os anos, é como um sina que vos qualifica para sempre como pertencendo ao Senhor, tal como se tivessem uma marca de propriedade nas mãos ou nas testas. E assim será para que a lei do Senhor não se afaste das vossas bocas. Portanto guardarão este mandamento sempre nesta mesma data que vos indiquei.
11-13 Também deverão cumprir com o seguinte: "Quando o Senhor vos trouxer para a terra que prometeu aos vossos antepassados, e na qual os cananeus estão a viver actualmente, todo o primeiro filho (rapaz) que nascer, assim como o primogénito macho dos animais, pertence ao Senhor e deverão oferecer-lho. No caso de ser cria de burros poderão ser resgatados em troca dum cordeiro ou cabrito; se não quiserem fazer assim essa troca para o Senhor, cortarão a cabeça ao burrinho. Dessa forma igualmente todo o primeiro nascido dos seres humanos deverão resgatar.
14-15 Se acontecer no futuro que os vossos filhos vos perguntem: 'Porque é que fazem isso?', explicarão assim: 'Porque foi com o seu poder que Jeová nos trouxe do Egipto, da escravidão em que vivíamos. Faraó não queria deixar-nos partir, então Jeová matou todos os primogénitos do sexo masculino através da terra do Egipto, tanto homens como animais; por isso agora vos oferecemos por nossa parte ao Senhor, embora os primeiros dos nossos filhos os possamos resgatar.'
16 Mais uma vez vos digo, esta comemoração identifica-vos como o povo de Deus, tal como se tivessem uma marca de propriedade nas mãos ou nas testas. É uma lembrança do modo como o Senhor vos tirou do Egipto com grande poder."

A travessia do mar

17-18 Aconteceu que, por fim, Faraó deixou o povo ir. Mas Deus não os levou pelo caminho que atravessa a terra dos filisteus, ainda que fosse o caminho mais curto e directo para a terra prometida. A razão disso foi que o Senhor sentiu que o povo podia desencorajar-se ao ter que travar combates indo por ali. Por isso Deus os conduziu pelo caminho que atravessa o Mar Vermelho e o deserto.
19 Moisés teve o cuidado de levar os ossos de José, conforme a promessa solene que este exigiu dos filhos de Israel de levaram os seus ossos dali quando o Senhor os tirasse do Egipto, visto que tinha a certeza de que Deus havia de fazer isso.
20 Ao deixar Sucote acamparam em Etã à entrada do deserto. O Senhor conduzia-os de dia por meio duma nuvem em forma de coluna a qual de noite se tornava em fogo. Desta forma podiam deslocar-se tanto de dia como de noite. Nunca aquela coluna de nuvem e de fogo os deixou fosse de noite fosse de dia.
© 2016 ERF Medien